Sobe para oito o número de mortos em confronto com a polícia no norte do Piauí


A Secretaria Estadual da Segurança Pública confirmou no inicio da manhã desta segunda-feira (06/05), a morte de mais dois criminosos e a apreensão de um fuzil AK-47, uma pistola, munições e dinheiro no município de Barras-PI. Ao todo, já são oito homens mortos e outros cinco presos sob acusação de terem envolvimento na explosão e roubo de duas agências bancárias que ocorreu no dia 30 de março, na cidade de Campo Maior-PI. 

Seis acusados foram mortos em confronto com a Polícia no município de Cocal-PI. Os outros dois foram localizados em um acampamento na região da cidade de Batalha. De acordo com o secretário de segurança Fábio Abreu, os policiais deram voz de prisão, mas os criminosos reagiram atirando.


A Polícia Civil ainda trabalha para confirmar a verdadeira identificação dos assaltantes, haja vista que a documentação encontrada em posse deles apresenta grandes indícios falsificação. 

Os trabalhos da força-tarefa continuam fechando o cerco aos assaltantes que restaram. Participam da operação policiais do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), Diretoria de Inteligência, Polícias Civil e Militar de Campo Maior, Piracuruca, Piripiri, Barras, Batalha, Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Divisão de Operações Especiais da PC-PI e Comando Tático Rural (Cotar) do Ceará com apoio aéreo.

Prisões

De inicio, a data em que as prisões aconteceram foi mantida em sigilo para não atrapalhar as buscas pelos outros criminosos. A localização dos assaltantes que foram mortos em confronto com a polícia teriam sido fornecidas pelos presos.

As prisões ocorreram no dia 03 de maio, entre as cidades de Barras e Batalha. Os acusados foram identificados como: Hassan Rufino Borges Prado Aguiar; Dyego Harmando Cardoso Rocha, Emerson Souza Da Silva, Vinicius Pereira Da Silva Junior e Josenverton dos Santos Sousa.  

Hassan Rufino é filho ex-comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Francisco Prado. Ele e os outros quatro presos não estavam no momento da explosão dos caixas. A suspeita é que eles estavam colaborando, dando apoio logístico à quadrilha.

Remoção dos corpos


Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Parnaíba-PI, removeu na manhã desta segunda-feira (06), o corpo do sexto assaltante morto em confronto com a polícia na cidade Cocal-PI, identificado como Lucas Oliveira de Brito, natural de Minas Gerais. Ele portava o Registro Geral falso com o nome de Reyller Alves da Silva.

Os agentes saíram de Cocal em direção a cidade de Batalha-PI, onde removerão o corpo dos outros dois assaltantes mortos no confronto de hoje e na sequência encaminhados para o IML de Teresina-PI.

Fonte: blogdocoveiro.com.br

Notícias Relacionadas

Polícia 6606418211541832563

Arquivo de Notícia

Parceiros

item