Roubo de pickups aumenta em ano eleitoral, alerta delegado

Algumas das pickups que transportam candidatos em busca de votos pelos municípios do interior dos estados, pode ser um veículo roubado. De acordo com os registros da Polinter, as encomendas de roubo desse tipo de carro aumentam quando está perto das eleições. 

Segundo o delegado Luciano Alcântara, da Polinter, políticos e fazendeiros do interior do Maranhão são os principais receptadores dos carros roubados no Piauí. “Da mesma forma, os carros de lá são encontrados no interior daqui. É muito lucrativo para a quadrilha adulterar e vender o veículo”, afirma o delegado. 

A estatística da Secretaria de Segurança Pública do Piauí aponta que, em janeiro deste ano, houve um aumento de 33% na quantidade de veículos roubados em Teresina, comparado com o mesmo período do ano anterior. Foram 211 registros em 2018 e 158 em 2017. 

Para Luciano Alcântara, ainda não é possível afirmar que esse aumento em janeiro já é consequência de encomendas para as eleições deste ano. “No final de 2016 nós fizemos muitas prisões. O desmantelamento das quadrilhas contribui para a redução de assaltos no início de 2017. O número foi realmente muito baixo em janeiro do ano passado”, explica. 

Um ano depois, ele acredita que os presos já estão soltos, praticando novos assaltos e cooptando mais pessoas para o crime. “Existem dois fatores: a criminalidade que aumenta de um modo geral e o retorno dos membros das quadrilhas”, afirma Alcântara. 

Mas o comparativo entre 2016 e 2017 comprova o aumento de roubos em ano eleitoral. Foram 2.466 registros na Polinter em 2016 e 2.199 em 2017. A média anual é de aproximadamente um veículo roubado a cada 4 horas em Teresina. 

As mulheres são as principais vítimas desses assaltos. “Elas são abordadas principalmente quando estão sozinhas, na entrada ou na saída do trabalho ou de casa”, diz o delegado.

Fonte:https://www.portalodia.com

Notícias Relacionadas

Policial 2759534031675112565

Inscreva-se

Publicidade



Arquivo de Notícia

Parceiros

item