Falta de efetivo e de estrutura prejudica investigações policiais no Piauí

Quando um crime acontece, entra em cena um importante elo da segurança pública: a Polícia Civil. Entre as atribuições deste órgão do poder público está a missão de investigar, identificar e prender suspeitos e, como meta, elucidar crimes. No Piauí, deficiência de efetivo e de estrutura criam barreiras na execução do trabalho de investigação policial. Segundo a lei complementar nº 128, de 2009, o efetivo de policiais civis do Piauí deve ser composto por 3.475 cargos. No entanto, atualmente, apenas cerca de 1.700 policiais civis atuam no Estado. 

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi), Constantino Júnior, o déficit do efetivo policial afeta diretamente a sociedade. “Os últimos concursos que foram realizados no Estado foram os do edital 2012, que contou com o preenchimento dos cargos de agente e escrivão, e o outro de 2014, para escrivão e delegado. Todos os profissionais foram nomeados e mesmo assim continuamos com esse déficit. Há uma deficiência tanto na Capital como no interior, já nem todas as cidades contam com a presença da Polícia Civil. Quem perde é a sociedade. O crime se expandiu e o Estado perdeu o controle disso”, avalia. 

São 60 delegados para 223 municípios, revela Sindepol 

Os números revelam com facilidade o déficit na segurança pública do Piauí. Cerca de 60 delegados são responsáveis por investigar crimes em 223 cidades do Piauí, sem contar com Teresina, em um cenário que a demanda de violência cresce em todo o Estado. É o que revela o Sindicato dos Delegados de Polícia Civil de Carreira do Estado do Piauí (Sindepol).   
Segundo a delegada Andrea Magalhães, presidente do Sindepol, é necessário, com urgência, investimentos na área da polícia judiciária. “A segurança pública não é uma coisa barata, mas é necessária. É aquela história que o barato sai caro. Enquanto o Estado não tiver a mentalidade que só faz segurança com investimento, não vamos ter solução. Precisamos de efetivo. Sem efetivo não tenho como”, alerta.

Novo concurso 

Em nota, a Delegacia Geral da Polícia Civil do Estado do Piauí informa que em toda cidade onde há juiz e promotor, conta também com delegado. Atualmente, o efetivo é de 1.700 policiais civis e será realizado concurso este ano para 350 policiais civis, com edital previsto para até abril.
Fonte:https://www.portalodia.com

Notícias Relacionadas

Policial 7716932625288528816

Publicidade



Arquivo de Notícia

Parceiros

item