Escola Pública de Piracuruca é destaque Nacional no projeto do Instituto Unibanco

Na manhã desta terça-feira (14/03), a Unidade Escolar Presidente Castelo Branco, foi o centro de registros das atividades desenvolvidas na educação no Projeto "Jovem de Futuro". A unidade está entre 5 escolas do Estado do Piauí selecionadas para ser vitrine do projeto que comemora os 35 anos do Instituto Unibanco, onde será produzido um livro e um filme com essa história, a produção será lançada no mês de setembro em uma exposição em São Paulo.

A escola foi registrada pelas lentes dos profissionais Helder e Marbo, que estão captando a rotina escolar da unidade e o que fez ela se destacar das demais, no programa que está sendo desenvolvido entre as escolas do Estado.


O diretor Gilvan Fontenelle, que está implementando junto com os professores o projeto, explica como a unidade conseguiu este destaque e o que significa este registro para a escola, "A escola desenvolveu um plano de ação, voltado para o ensino aprendizagem, onde focamos a leitura, técnicas de redação e preparação para o Enem, com o cursinho "Enem do Castelão". Todos esses projetos monitorados pela ferramenta de gestão Jovem de Futuro. Nós estamos iniciando este ano uma nova modalidade de ensino, o que está sendo um desafio grande,  entretanto, esse reconhecimento pelo nosso trabalho reforça ainda mais o que temos a oferecer para comunidade, que é uma educação de qualidade e sem maquiagens ou camuflada", finaliza o diretor Gilvan.

Jovem de Futuro no Piauí
O Jovem de Futuro é uma tecnologia educacional desenvolvida pelo Instituto Unibanco e implementada na rede de ensino em parceria com a Seduc-PI, com o objetivo de melhorar a aprendizagem dos estudantes do Ensino Médio. Os estudantes piauienses já tiveram um ganho de aprendizagem de 5 (cinco) pontos na escala Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) em língua portuguesa e de 3 (três) pontos em matemática. O resultado levou em conta o desempenho dos alunos do Ensino Médio do Estado na avaliação Saepi de 2015 comparado a 2014.


O impacto definitivo do Jovem de Futuro, no entanto, será divulgado em 2018, depois de três anos de implementação do projeto nas escolas, fechando o ciclo de aprendizado. A metodologia usada para avaliar o seu impacto, chamada Experimento, é considerada inovadora para a área de políticas educacionais e divide as escolas em dois grupos: o de tratamento, que recebe o Jovem de Futuro, e o de controle, que receberá o projeto posteriormente para efeito de comparação.


Notícias Relacionadas

Educação 4742580394804411497

Inscreva-se

Publicidade



Arquivo de Notícia

Parceiros

item