Nutricionistas alertam para os perigos de seguir dietas de musas fitness e blogueiras

A história sempre se repete: a cada ano, uma nova dieta vira moda, uma modalidade esportiva ganha adeptos e algum alimento se transforma na aposta da vez. Mas o resultado também segue um padrão. E quase nunca é positivo. Isso porque não existe milagre quando o assunto é emagrecimento. Receitas e fórmulas que prometem perda de peso em tempo recorde quase nunca dão o resultado desejado e copiar o que deu certo para pessoas famosas não é indicado pelos especialistas da área da saúde.

E na atualidade, esse tipo de comportamento conta com um agravante, que são as dietas e rotinas de treinos divulgados por musas fitness e celebridades do Instagram e Facebook em vídeos. Recentemente, a ex-BBB Mayra Cardi foi até denunciada por promover um programa de emagrecimento que não surtia o efeito prometido. Pelo contrário. Ainda gerava transtornos nos clientes, que ganharam peso e desenvolveram problemas de saúde. A empreendedora Bel Pesce é outra famosa a promover dietas milagrosas em seus perfis nas redes sociais e que também foi questionada por profissionais da área da Nutrição.

Além delas, musas fitness como Gabriela Pugliese e Gracyanne Barbosa são invejadas pelos corpos perfeitos e dedicação nas atividades físicas diárias exibidas em vídeos e fotos na internet. Mas todas essas práticas, que a princípio parecem benéficas para a saúde, podem gerar transtornos alimentares, piscológicos e comportamentais graves.

Alimentação e emagrecimento são tópicos que parecem ser simples. É comum pessoas terem dicas ou testemunhos para dar como exemplo. Acontece que esse tema, nem de longe, é coisa simples. Segundo a nutricionista Paola Altheia, as ideias que são propagadas a respeito de dieta e controle de peso são errôneas e a popularização desse tipo de conteúdo na internet só contribui para o aumento dos problemas que as pessoas têm na relação com a comida. "É necessário lembrar que o que foi adequado para um determinado indivíduo – uma blogueira ou uma artista famosa – não se aplica à coletividade", comenta.

O nutricionista Cezar Vicente Jr. reforça que essas celebridades ajudam a normatizar um comportamento cultural na sociedade ao reproduzir os estigmas dos padrões de beleza, influenciando um grande número de pessoas mesmo que eventualmente sem intenção. "Muitas vezes a consequência para os seguidores dessa celebridade pode ser a geração de um sentimento de culpa por não conseguir se adequar ao padrão dela. Diariamente, recebo pessoas no consultório desesperadas por não conseguir reproduzir os mesmos resultados, as mesmas orientações, e que acabam sofrendo com os efeitos colaterais causados por essas dietas", define.

Paola ressalta que não se trata apenas de estética. Ao não atingir os objetivos, a pessoa também pode ser vítima de problemas psicológicos. "Jornalistas, youtubers e blogueiras não têm conhecimentos sólidos sobre os aspectos cognitivos, psicológicos e comportamentais da alimentação na vida de uma pessoa".

" A consequência para os seguidores dessa celebridade pode ser a geração de um sentimento de culpa por não conseguir se adequar ao padrão"
Cezar Vicente Jr, nutricionista

Como agir?

Especialistas alertam que o ponto principal é saber que toda e qualquer dieta tem um potencial de produzir efeitos não esperados. "Se uma pessoa precisa perder peso (e mais importante: manter essa perda), ela não precisa seguir uma dieta, comprar o livro do Doutor Fulano, fazer jejuns ou cortar um determinado alimento. Todas essas coisas são atitudes episódicas e que não têm benefício a longo prazo", determina Paola Altheia.

A ditadura da beleza acaba por endossar a necessidade - quase obrigação moral - de estar em uma dieta. Isso cria um terreno perfeito para que sempre surjam novas delas com promessas milagrosas, sem que haja o questionamento do que já se fez. "Um estudo avaliou os significados da palavra 'dieta' para grupos de pessoas distintos. Paradoxalmente, ele revelou que o termo está muitas vezes associado à vontade de comer mais, à raiva, à perda de liberdade, ou às comidas caras e sem sabor. Eu não indicaria para ninguém uma dieta pré-pronta, muito menos uma da moda", analisa Cezar Vicente Jr.

Fonte: R7

Notícias Relacionadas

Saúde 994384217354051475

Inscreva-se

Publicidade



Arquivo de Notícia

Parceiros

item