Cunha argumenta ter aneurisma igual ao de Dona Marisa, diz defesa

Ao chegar para seu primeiro depoimento ao juiz Sérgio Moro, o ex-deputado Eduardo Cunha leu uma carta em que diz ter “um aneurisma como o de dona Marisa”. Segundo sua defesa, Cunha diz que precisa de cuidados que não seriam possíveis no Complexo Médico Penal de Pinhais, onde está preso desde outubro. As informações são do Jornal O Globo. 

Ao fim da audiência, a defesa protocolou na Justiça Federal de Curitiba um pedido de liberdade de Eduardo Cunha.

Cunha prestou depoimento a respeito da acusação de que recebeu R$ 5 milhões em propina referentes ao esquema envolvendo o projeto do campo de petróleo de Benin, na África, segundo as investigações da Operação Lava-Jato.

Segundo a defesa, o teor da carta levada por Cunha a Sérgio Moro não era de conhecimento dos advogados. O ex-deputado ainda levou um calhamaço de papéis para que fossem consultados durante seu depoimento.

Iniciamente, o processo do ex-deputado corria no Supremo Tribunal Federal (STF). Quando foi cassado, perdeu o foro privilegiado e o processo passou para Curitiba

Fonte: O Globo

Notícias Relacionadas

Nacional 1823881578877100790

Publicidade



Arquivo de Notícia

Parceiros

item