Estudantes do Piauí reclamam da dificuldade de inscrição no Fies

O clima de vários estudantes do Piauí é de apreensão. Várias universidades particulares do país não estão recebendo do Ministério da Educação o repasse de recursos referentes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O atraso já dura três meses e muitos estudantes temem perder os estudos.

Um dos exemplos é um centro universitário na capital que está tendo que arcar com as despesas mesmo sem receber os repasses referentes a mensalidade. Zilma Ferreira é estudante de direito e depende do Fies para pagar a mensalidade, mas está preocupada porque não conseguiu fazer a renovação. “Sempre sonhei em fazer um curso superior e nunca pude, só agora com o Fies. Se for cortado agora para mim acaba também”, disse.

No Piauí, 34 % dos estudantes das universidades particulares tem o Fies e a cada semestre eles precisam fazer o aditamento, uma espécie de renovação do contrato. O problema é que desde julho as faculdades não recebem nada do Ministério da Educação.

De acordo com o ministério, o atual governo encontrou o Fies sem orçamento para o pagamento da taxa de administração dos agentes financeiros responsáveis pela contratação e aditamentos.

Ainda segundo o Ministério da Educação, os estudantes não serão prejudicados, mas que a solução desse problema depende do congresso. É que deputados e senadores precisam votar uma verba suplementar para que o Fies quite uma dívida acumulada com a Caixa Econômica Federal e com o Banco do Brasil que são responsáveis pelos contratos.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas

Piauí 1161917188847136247

Publicidade



Arquivo de Notícia

Parceiros

item