Corpo de estudante de direito morta com um tiro na cabeça por policial é sepultada no Piauí

Familiares e amigos de Suellen Marinheiro (21) se reuniram neste domingo (16) na Igreja de Nossa Senhora do Ó e Conceição para a missa de corpo presente celebrada pelo padre Klebert Viana.

Suellen Marinheiro foi morta nesse sábado (15), no bairro Novo Horizonte pelo policial militar cearense Rafael Nascimento (31), após o policial se recusar a pagar a entrada de uma festa que estava acontecendo na churrascaria da família da vitima que custava R$ 5 reais.

A morte da jovem que era estudante de direito comoveu o Piauí pela maneira fútil em que sua vida foi tirada e pelo autor dos disparos um policial que em tese é treinado para carregar uma arma de fogo. Apesar do erro primário de andar armado fora do trabalho e consumindo bebidas alcoólicas.

De acordo com informações do comandante da 2ª Companhia da Policia Militar de Valença, capitão Antônio Santos, o acusado foi transferido para o presidio militar em Teresina. A Policia Militar do Ceará entrou em contato com o comando de Valença para saber os detalhes do homicídio envolvendo o policial cearense, cuja família reside em Pimenteiras.

Até o momento a Policia Civil não conseguiu localizar a arma usada no crime. A expectativa da população é que a policia civil cumpra sua parte nas investigações e consiga localizar a arma para que ela não seja usada em favor do acusado e que todos os exames tenham sido feitos no policial para detectar as substâncias que possam ter alterado seu comportamento.

Fonte: MN

Notícias Relacionadas

Piauí 2482434324468885450

Publicidade



Arquivo de Notícia

Parceiros

item