Menina de 8 anos é estuprada e por medo conta que foi atacada por cães

A população de Palmeira do Piauí, município localizado a 600km ao Sul do Estado, amanheceu chocada nesta terça-feira (20) ao tomar conhecimento do estupro de uma criança de apenas 8 anos. O suspeito de ter cometido o crime foi preso na madrugada de hoje pela polícia de Bom Jesus, que realizava uma outra operação e tomou conhecimento do caso. Segundo o delegado Aldely Fontineli, a menina foi levada a um matagal onde foi estuprada e ameaçada de morte, caso contasse o que aconteceu. 

“Ele foi preso em flagrante as duas da manhã logo depois um cerco da polícia na cidade de Palmeira. A gente estava trabalhando na Operação Quaresma para tentar diminuir crimes na região e, por coincidência, a polícia estava por lá, tomou conhecimento do fato e fez o cerco na cidade. Depois de longas negociações com a família eles acabaram entregando o criminoso”, relatou o delegado. 

Em seu depoimento à polícia, a criança contou como tudo aconteceu com riqueza de detalhes, causando comoção em quem estava presente. “Enquanto ele estava estuprando a criança, estava apertando o pescoço da garota, mordendo e dizendo que caso ela dissesse alguma coisa, ele faria algo com ela ou qualquer pessoa próxima dela. Ela estava firme e dizia que ia falar, até quando percebeu que ele ia matá-la ou pelo menos asfixiá-la e resolveu dizer que não ia dizer nada”, afirmou. 

Segundo o delegado, com medo, a menina chegou em casa e disse para os pais que estava machucada por ter sido mordida por cachorros na rua. “Quando ela chegou em casa realmente não ia contar nada, disse inclusive que estava sentido algumas dores porque tinha se machucado com alguns cães, que tinha sido mordida. As dores aumentaram e ela viu a necessidade de falar a verdade para os pais”, declarou. 

O suspeito está preso em flagrante, mas a prisão preventiva já foi pedida ao fórum de Cristino Castro. “Ele vai fazer exame de corpo de delito e será encaminhado para penitenciária o mais rápido possível”, adiantou. 

A menina, segundo o delegado, está sendo assistida pelo Serviço de Atendimento de Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Sanvis) em Bom Jesus. “Eles têm toda uma equipe que trabalha nesses casos. Ela está sendo muito bem assistida”, finalizou.

Fonte:https://cidadeverde.com

Notícias Relacionadas

Policial 6247236477606036945

Publicidade

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item