Mulher que deixou feto em banheiro de Pedro II, conta sua versão e revela que planejou com o marido


A Polícia Civil do Piauí identificou a mulher que abortou dentro de um vaso sanitário do Terminal Rodoviário Joaquim Barroso de Oliveira, em Pedro II, a 195 km de Teresina. Segundo o delegado Adalberto de Castro, em depoimento, ela confessou que provocou o aborto, alegou motivos financeiros e revelou que praticou o crime com o consentimento do marido. Contraditoriamente, a mulher também demonstrou arrependimento.

"No início, ela tentou sustentar uma versão fantasiosa, mas depois contou o que ocorreu...que comprou o remédio antes mesmo de estar grávida e com o consentimento do marido. Ela diz que queria que tudo ocorresse em casa, mas começou a sentir fortes dores e não aguentou, pedindo ao marido que a levasse ao hospital", conta o delegado. 

A mulher- que tem 20 anos de idade e é dona de casa- e o marido foram ouvidos na última quinta-feira (27). O titular da delegacia de Pedro II, acrescenta que o crime foi planejado, mas a mulher abortou na rodoviária por acaso. 

"Ela relata que por volta das 22h, da última segunda-feira (24), tomou cinco remédios abortivos e às 23h30 começou a sentir fortes dores. Já às 5h do dia seguinte, não aguentou e pediu para o marido levá-la ao hospital. No caminho, passaram pela rodoviária e ela pediu para ir ao banheiro, onde ocorreu o aborto", esclarece Castro. 

O feto aparentava cerca de seis meses e cerca de 20 cm. Para a polícia, a suspeita reconheceu a gravidez, mas disse acreditar estar com três meses de gestação. 

O inquérito policial foi aberto por portaria e as investigações continuam. Por ter experido do prazo de flagrante, a mulher foi liberada - sem necessidade de pagamento de fiança - e responderá ao processo em liberdade.

Fonte: www.cidadeverde.com

Notícias Relacionadas

Policial 5352723729553778176

Publicidade

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item