Tenente suspeito de matar namorada é indiciado por feminicídio no Piauí

A investigação ainda não foi concluída, mas com base nos depoimentos, a polícia já possui evidências de que a morte da estudante Iarla Lima Barbosa, 25 anos, se trata de feminicídio provocado por ciúmes. O tenente José Ricardo da Silva Neto, principal suspeito do crime, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva.

“A gente fez todas as solicitações pertinentes e a partir desse levantamento preliminar foi feita uma autuação em flagrante, foram ouvidas todas as pessoas que foram citadas e até a próxima semana a gente vai estar com o inquérito finalizado para encaminhar à Justiça”, falou a delegada Anamelka Cadena, responsável pelo inquérito e titular do Núcleo de Feminicídio do Piauí.

Iarla Lima morreu depois de ter sido atingida com quatro tiros e o corpo foi encontrado dentro do carro do oficial no estacionamento do prédio onde ele mora. A irmã de Iarla levou um tiro de raspão na cabeça e passa bem. A amiga da vítima levou um tiro no braço e teve alta médica.

Segundo um estudo pioneiro realizado pelo Núcleo de Feminicídio, no Piauí, entre março de 2015 e agosto de 2016, 50 mulheres foram vítimas deste tipo de crime. “Os casos ocorrem via de frequência no âmbito da violência doméstica familiar, nos finais de semana, esse caso mesmo foi no domingo que é um dia muito recorrente desses atos, na madrugada e à noite também há recorrências dessas práticas aqui no estado”, disse a delegada

A família de Iarla Barbosa Lima está organizando uma caminhada para chamar atenção da sociedade de mais um feminicídio, não apenas pela jovem, mas por todas as mulheres feridas e mortas todos os dias. “A família clama por justiça, não queremos que fique por isso mesmo, queremos que ele seja condenado e que ele responda pelo que ele fez”, falou a prima da vítima Josnaira Silva.

Fonte: G1

Notícias Relacionadas

Policial 4541415148756117417

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item