Em entrevista, Fábio Abreu defende prisão ou morte de assaltantes de banco no Piauí, assista!

Nesta quinta-feira (01), o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, comentou o assalto a um carro forte que aconteceu na manhã de hoje na PI- 140, próximo à cidade de Floriano, no sul do estado, na ação o veículo acabou sendo explodido pelos criminosos. 

O secretário defendeu a manutenção da prisão de membros de quadrilhas especializadas presos no Piauí, que segundo ele sempre que são postos em liberdade voltam a cometer os mesmos crimes. Para Fábio Abreu, somente a prisão desses indivíduos garantirá que esse tipo de crime sofra uma redução no estado. 

"Nós temos esse problema seríssimo que é a questão da reincidência desse tipo de indivíduo que rouba banco. O ladrão de banco e traficante, pode ter certeza, a reincidência deles é de 100%. São indivíduos que a única forma que temos para evitar que eles realizem qualquer tipo de ação é com eles presos ou mortos”, disse.

Fábio Abreu destacou que já conversou com o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Erivan Lopes, no sentido de que os processos que envolvem esses indivíduos sejam julgados com mais celeridade, para que os mesmos permaneçam presos por mais tempo. 

"Quando nós realizamos a prisão desses indivíduos que vamos fazer um levantamento encontramos vários inquéritos e processos que respondem. Já tive conversa com o presidente do Tribunal de Justiça pedindo que esses indivíduos sejam julgados por todos os crimes que cometeram e não em um por vez. É só a prisão que faz nós termos, por exemplo, de novembro de 2016 até agora nós termos o primeiro roubo e explosão de carro forte, nós temos em nossas estatísticas um numero muito pequeno de explosão e de roubos de bancos em 2017”, afirmou.

O secretário ainda destacou que boa parte de uma quadrilha especializada em explosões a caixas eletrônicos presa em Parnaíba no início deste ano já foi posta em liberdade pela Justiça. 

"Nós tivemos um trabalho muito cansativo na prisão daqueles indivíduos que estavam explodindo caixas na capital e que estavam expandindo as suas ações para o interior e foram presos em Luís Correia e na semana passada foram soltos 9 membros dessa quadrilha e nós não temos duvidas de que esses indivíduos irão reincidir”, finalizou.

Fonte: www.meionorte.com

Notícias Relacionadas

Policial 1071965592588682683

Publicidade

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item