PM do Piauí nega recurso e mantém expulsão de subtenente de Capitão de Campos

A Corregedoria da Polícia Militar do Piauí negou o recurso de defesa do ex-subtenente Hugo Viana da Silva, que foi expulso da Polícia Militar do Piauí no dia 12 de dezembro passado. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado do último dia 27, em que o Conselho de Disciplina da PM mantém a decisão de expulsão do acusado.

O recurso foi reconhecido pela Corregedoria, mas foi negado e subscrito pelo comandante geral da Polícia, coronel Carlos Augusto, de acordo com o Diário Oficial do Estado.

Hugo Lino Viana é acusado de matar a ex-esposa Neylivia Oliveira da Costa Viana com sete tiros em 20 de abril de 2014 dentro de casa no município de Cocal de Telha. Também é acusado de disparar, no mesmo dia, contra o sargento Seixas, que era comandante do Grupamento de Polícia Militar (GPM) de Capitão de Campos, quando no assassinato de Neylivia. De acordo com informações da Polícia Civil à época, o sargento foi atingido com um tiro de raspão pelo suspeito ao tentar conter populares que pretendiam invadir a casa e linchar o acusado. Hugo está preso e responde também a processo criminal pelos atos.

A Corregedoria, através do Conselho de Disciplina, também negou o recurso do sargento Antônio Silvestre de Sousa Silva, e determinou sua prisão por oito dias. O recurso foi negado e publicado no Dirário Oficial também no dia 27.

Fonte: www.cidadeverde.com

Notícias Relacionadas

Policial 966390806972917004

Publicidade

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item