Cancelamento de 5 agências do BNB no Piauí é tema de audiência no Procon

Com o objetivo de tentar reverter a decisão do Banco do Nordeste (BNB) de fechar a agência BNB Jóquei, o Sindicato dos Bancários do Piauí (SEEBF-PI) participa de audiência pública, nesta quarta-feira (15), no Procon-Ministério Público Estadual. A reunião começa a partir de 9h.

Além de fechar a agência do BNB do Jóquei, a direção do BNB vai impedir a abertura de outras cinco agências que estavam previstas para o Piauí. Elas seriam instaladas no interior do Estado – em Castelo do Piauí, Canto do Buriti, Santa Filomena, Picos e Parnaíba.

O presidente do SEEBF-PI, Arimatea Passos, afirma que todos os bancos públicos “têm sofrido ataques na forma de reestruturação”. O sindicalista defende que o processo de fechamento de agência é um retrocesso.

“O Sindicato vai acompanhar passo-a-passo de toda movimentação que houver. Já nos reunimos com a superintendência do BNB no Piauí no sentido de acompanhar esse processo para que os trabalhadores sejam tratados com justiça. Estamos acompanhando esse processo em todos os bancos públicos, e essa audiência é mais uma batalha na defesa da permanência e expansão desse banco que é tão importante para o desenvolvimento de nossa região”, disse Arimatea.

Marcus Vinícius, diretor sindical da categoria, ressalta que é preciso a mobilização e participação dos empregados na audiência. Ele cita que em 2016 o BNB aplicou R$900 de reais só com o microcrédito, através do Programa Crediamigo e 262 milhões através do programa Agroamigo.

 “Temos que nos unir e fortalecer e defender o BNB, por isso a presença de todos. Nossa intenção é justamente mostrar a importância do banco e a falta que fará nessas cidades onde o banco não mais abrirá as agências”, esclarece Marcus.

Além do Sindicato dos Bancários, participarão da audiência representantes do BNB, o SEBRAE–PI, Associação Comercial, Associação Industrial, Sindicato de Trabalhadores Rurais, além de empregados do BNB prejudicados com o fechamento.

No Piauí, cerca de 25 empregados do banco serão impactados com as mudanças. O Sindicato dos Bancários critica as alterações e acusa que “na atual conjuntura político econômica do Brasil essa decisão do banco enfraquece o  Piauí e a classe trabalhadora”.

 “Esse é um momento de retrocesso, de enxugamento para a privatização. É o projeto neoliberal e como o BNB é um banco regional, é mais fácil venderem ou privatizarem. Essa é a nossa grande preocupação, por isso essa audiência no Procon, assim como todas as ações em defesa do banco, são muito importante e necessita do apoio de todos nós”, comenta Lusemir Carvalho, diretora sindical.

A previsão dada pelo banco é de que a agência Jóquei será fechada dia 02 de março. No geral, em todo o Nordeste, 138 funcionários serão prejudicados com o fechamento de agências. Com a reclassificação, 130 agências serão rebaixadas, 59 serão promovidas e 117 permanecerão como estão.

Já o Plano de Incentivo a Demissão (PID) apresentado pelo banco tem um total de 1500 empregados elegíveis que se enquadram nas regras do plano. Com a reestruturação restarão apenas três funções no banco – Gerente de relacionamento, Gerente administrativo e Analista de negócios.

Fonte: www.cidadeverde.com

Notícias Relacionadas

Piauí 4506847141326833046

Publicidade

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item