Moradores dos bairros Centro, Baixa da Ema e Fátima comemoram a chegada do asfalto

Moradores comemoram a chegada do asfalto nos bairros Centro, Baixa da Ema e Fátima. A Prefeitura de Piracuruca em parceria com o Governo do Estado concluíram mais de 103 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica de um total de 130 mil, cerca de 80% do planejamento inicial concluído. Apesar de antiga, algumas vias da cidade ainda não tinham pavimentação, em alguns casos, a espera pelo benefício durava anos, tanto que quando viram as máquinas da empresa trabalhando, alguns nem acreditaram.

Meio-fio e sarjetas
Após a conclusão desta etapa de pavimentação, a empresa PAC Engenharia está introduzindo meios-fios e sarjetas.

prefeito Raimundo Alves
O prefeito Raimundo Alves informa que além dos bairros já contemplados, o asfalto também chegará na Esplanada, Aquidabam, Guarani e Colibri. “Na medida do possível a gente vai trabalhando para estender esta importante parceria com o Governo do Estado. Não faço promessas, mas estamos determinados a pavimentar todas as ruas de Piracuruca, pois proporciona melhor qualidade de vida e conforto a todos que pagam seus impostos”, destaca.

DEPOIMENTOS
Maria Raimunda Machado Pessoa, 77 anos, mora na rua Vereador Zito Amaral - Bairro Baixa da Ema
"Quando eu cheguei aqui, não tinha rua era só mato, não passava carro não passava nada, era lama braba. Agora que chegou essa pista é que melhorou muita coisa, ficou muito é bom, nunca pensei que isso fosse passar aqui na minha rua", disse senhora Maria Ramunda, moradora da rua Vereador Zito Amaral - Bairro Baixa da Ema.


Maria da Conceição Pascoal, mora na rua Francisco de Brito Magalhães - Bairro Baixa da Ema
"Aqui era só areia, a poeira subia e sujava a casa toda, cobria tudo aqui. Eu tinha esperança que um dia ia passar uma rodagem aqui. Meu menino saia para escola banhado e era só botar o pé na rua que já se sujava, agora está tudo limpo", disse Maria da Conceição Pascoal, moradora da rua Francisco de Brito Magalhães - Bairro Baixa da Ema.


Silvanete e Francinete Carvalho, moram na rua João Fortes de Almeida Portugal - Bairro Baixa da Ema
"Aqui nessa rua era só areia, não podia colocar o pé que atolava, quando chovia era só lama, a meladeira entrava para dentro de casa e quando não chovia era a poeira que tomava de conta e todo dia tinha que passar a vassoura, quando ia com minha filha recém-nascida, visitar minha mãe que mora a dois quarteirões de distância, passava carro e nos cobria de poeira, minha filha teve até uns probleminhas respiratórios, mas graças a Deus, depois desse asfalto melhorou muito, até as casas e terrenos aqui foram valorizados, minha mãe Silvanete mora em outra rua aqui na Baixa da Ema e também teve a rua asfaltada", informou Francinete.

"Tem 19 anos que moro nessa mesma rua, nunca ninguém fez nada nela. Eu nunca pensei que alguma coisa fosse ser feita aqui no final da Baixa da Ema, muita gente não acreditava", acrescentou Silvanete Carvalho que mora na rua João Fortes de Almeida Portugal - Bairro Baixa da Ema.


Senhora Joana Darc, mora na rua vereador Zito Amaral - Bairro de Fátima
"Moro nesta rua desde que eu nasci, aqui era um buraco cheio de areia, dava um vento sujava tudo que a gente tinha acabado de limpar, meu finado filho dizia "Mamãe eu morro e não vejo esta pista sair", depois de sete meses da sua morte passaram o asfalto na minha rua. O único problema é que esquentou um pouco, mas é muito melhor do que a sujeira que invadia a casa. Hoje ando com minha bicicletinha sem me sujar pra todo lugar", disse Joana Darc, mora na rua vereador Zito Amaral - Bairro de Fátima.


Geovane de Moraes Araújo, comerciante, mora na rua Rua Domingos Ramos - Bairro de Fátima
"Nesta rua que eu moro as pessoas evitavam de passar, era buraco para todo lado, todo inverno o "pé d'água" abria uma vala no meio da rua. Moro nesta rua há três anos, antigamente morava no bairro Baixa da Ema e na rua que morava também foi asfaltada. Depois desse asfalto melhorou muito, hoje a rua é movimentada, meu comércio está mais frequentado, além da moradia, meu negócio melhorou", afirmou Geovane Araújo, que mora na rua Rua Domingos Ramos - Bairro de Fátima.


Pedro Meneses - mora na rua Landri Sales - Bairro de Fátima
"Assim que cheguei para morar nessa rua, há 18 anos atrás, aqui tudo era areia, moto não passava por aqui porque atolava, depois que colocaram piçarra ai melhorou um pouco, mas a poeira e a sujeira continuava, hoje com asfalto está muito melhor, tanto para rodagem como a limpeza de casa, que não suja com tanta facilidade", disse Pedro Meneses, que mora na rua Landri Sales - Bairro de Fátima.


Antonia Maria dos Santos, mora na rua 21 de abril - Bairro de Fátima
"Tem 27 anos que moro nessa rua, aqui era mata braba e um bequinho só na areia, quando chovia ficava aterrado, quando secava era poeira braba, poucas casas existiam ao redor, com a chegada da piçarra nas ruas o bairro começou a crescer e agora com o asfalto começou a valorizar, bom demais, só o clima que esquentou mais um poquinho, mas eu prefiro muito mais do jeito que está", finalizou Antonia Maria dos Santos, que mora na rua 21 de abril - Bairro de Fátima.

Fonte: ASCOM

Notícias Relacionadas

Prefeitura 4406641786014284844

Publicidade

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item