Feira do Peixe Vivo estimula produção e o comércio em Piracuruca

Toda segunda-feira, no Mercado Público de Piracuruca, a Feira do Peixe vivo movimenta o mercado de alimentação no município. A atividade é uma experiência de negócio, executada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), com ex-alunos do Colégio Agrícola de Piracuruca, em regiões com potencial produtivo para a cultura de peixes.

A Prefeitura de Piracuruca cedeu um espaço no Mercado Público para que o grupo de nove jovens que formam a Associação dos Pequenos Piscicultores de Piracuruca possam comercializar os produtos. Os membros da associação são recém-formados em áreas como a agroindústria e agropecuária, áreas ligadas à aquicultura (cultura de peixes).

Francisco Daniel de Amorim, membro da associação e egresso do Colégio Agrícola de Piracuruca
Francisco Daniel de Amorim, membro da associação e egresso do Colégio Agrícola de Piracuruca, comemora a aceitação do projeto por parte da população. “Estamos há seis meses com a criação de alevinos na barragem Cantinho e, agora, trouxemos a proposta da Feira do Peixe Vivo para o centro de Piracuruca. A proposta foi aceita pela população que aderiu aos nossos produtos e incentiva o nosso trabalho", diz.

Rafson Varela dos Santos, técnico em aquicultura da 7º Superintendência Regional da Codevasf
Rafson Varela dos Santos, técnico em aquicultura da 7º Superintendência Regional da Codevasf e no escritório técnico de Parnaíba, explica que a atividade é desenvolvida em regiões particulares. “Piracuruca tem potencial para expandir essa atividade. Os membros da associação participaram de capacitação e treinamento e também conhecemos uma experiência semelhante no município de Caxingó. É uma experiência de negócio, a baixo custo, para a população de Piracuruca”, comenta.

Maria do Carmo, moradora do bairro Três Lagoas
Na Feira do Peixe Vivo o quilo do peixe é comercializado por R$ 10 e pronto para o preparo e consumo. A dona Maria do Carmo, moradora do bairro Três Lagoas, comprou o peixe e aprovou o novo jeito de comprar o produto. “Essa novidade é muito boa. Preço bom e produto de qualidade. Oportunidade de trabalho para as pessoas. Vou virar freguesa”, encerra.​

 
 
 
 
Fonte: ASCOM

Notícias Relacionadas

Prefeitura 4611532187803182878

WEB TV

REPRISE

Publicidade

Acessos

Inscreva-se

FACEBOOK

Arquivo de Notícia

Parceiros

item