terça-feira, 21 de outubro de 2014

Robert Rios não será problema para PDT aderir a Wellington, diz Flávio Nogueira

Adversário ferrenho da coligação liderada pelo governador eleito no dia cinco de outubro, o deputado estadual reeleito Robert Rios (PDT) anuncia disposição para liderar a bancada oposicionista na Assembleia Legislativa a partir de 2015. Para o presidente do diretório estadual do PDT, Flávio Nogueira, Robert Rios é integrante valoroso da legenda e respeita integralmente suas convicções. Porém, Flávio Nogueira também esclarece que Robert Rios não será obstáculo para entendimento do PDT com o  futuro governo petista.

Fonte: www.cidadeverde.com

Será que somente o deputado Robert Rios irá ficar no barco oposicionista do PDT? até o presidente do partido e seu candidato a deputado federal Flávio Nogueira está acionando o bote salva vidas do seu partido.

Novamente!? Eleitor não poderá ser preso a partir de hoje, 21

Segundo o calendário eleitoral do TSE para o segundo turno, a terça-feira é a data a partir da qual e até 48 horas depois do encerramento da eleição nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto (Código Eleitoral, art. 236, caput).
Na terça também é o último dia para que os representantes dos partidos políticos e coligações, da Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministério Público interessados formalizem pedido ao Juízo Eleitoral para a verificação das assinaturas digitais, a ser realizada das 48 horas que antecedem o início da votação até o momento anterior à oficialização do sistema transportador nas Zonas Eleitorais.

Baixo estoque de sangue no Hemopi pode cancelar cirurgias eletivas

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi), alerta que o estoque de sangue está abaixo do recomendado, o que pode ocasionar o cancelamento de cirurgias eletivas. O estoque hoje corresponde a 40% do ideal, que é de 500 bolsas. 
O diretor do Hemopi, Antônio Lages, disse que há 10 dias o estoque está em baixa. "O ideal é de aproximadaamente 500 bolsas, mais hoje estamos funcionando com um número variando entre 150 e 200 unidades, apenas 40% do que precisamos para atender a demanda dos hospitais".  
Por conta do estoque reduzido, pode haver o cancelamento das cirurgias eletivas. "Se o estoque chegar a um ponto crítico, nós podemos deixar de atender a demanda de cirurgias eletivas e fazer uma opção pelo Hospital de Urgência de Teresina (HUT), Hospital Universitário (HU) e São Marcos", afirma Antônio Lages.  
Segundo o diretor, o momento eleitoral pelo qual passa o país tem influenciado no número de doações. "Muitas pessoas se deslocam para suas cidades por conta das eleições e deixam de doar sangue. Outro fator também que tem influenciado é que as doações de grupos para beneficiar pacientes com cirurgias marcadas, por exemplo, diminuiu.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Nota de esclarecimento de Rudinaldo Alves

Após várias versões sobre o homicídio bárbaro que vitimou o senhor Manoel Júnior e que chocou Piracuruca, espalharam pela cidade vários boatos dos envolvidos no episódio, entre eles o nome do empresário Rudinaldo Alves que por meio do facebook, publicou uma nota relatando as mentiras relacionadas a sua pessoa no ocorrido. confira:

Fomos ao encontro do senhor Rudinaldo para que ele pudesse ter seu direito de resposta considerado e esclarecesse essas estórias envolvendo seu nome, muito abalado e emocionado ele nos falou.

"É revoltante! uma pessoa pegar colocar seu nome envolvido numa situação, em que uma pessoa foi brutalmente espancada, vindo a óbito por várias informações desencontradas, onde só a polícia investigando poderá descobrir a verdade sobre o ocorrido, estou abalado e me sinto muito prejudicado com tudo isso, pois sou comerciante e principalmente pai, como meu nome vai ficar visto perante a sociedade?" finalizou.

Novo Secretário da Juventude de Piracuruca fala da emoção em assumir a pasta

Na última sexta (17/10) assumiu o comando da Secretaria da Juventude o jovem Luiz Carlos Júnior, ele é técnico em administração formado pelo IFPI e está concluindo o curso Bacharelado em Direito, ele é neto do saudoso vereador Manoel do Sindicato, que na oportunidade exaltou o trabalho de seu finado avô e que certamente ele estaria muito orgulhoso de vê-lo ocupar um cargo de secretariado no município pelo qual ele tinha tanta dedicação.

O prefeito municipal Dr. Raimundo Alves, nomeou Luiz Carlos para assumir esta nova secretaria, o jovem promissor assumiu com a responsabilidade de aproximar o espaço com a juventude piracuruquense, reorganizar as diretrizes da pasta com o auxílio da experiente educadora Nívea Escórcio, que tem o papel de ser seu braço direito orientando e auxiliando nesta nova tarefa.

Luiz comentou sobre a inusitada experiência e sobre a responsabilidade em assumir esta secretaria, “É uma grande responsabilidade assumir um cargo público na administração do Prefeito Raimundo Alves, ainda mais sendo uma secretaria, um cargo que lhe cobra iniciativas e resultados, uma experiência totalmente inovadora, me traz um grande peso sobre os ombros, mas ao mesmo tempo muito instigante, estou muito emocionado em assumir este papel, ver todos agindo como uma família dentro da administração, zelando pelo bem público”.

Também falou da emoção de poder participar deste governo e poder contribuir com a reconstrução do município, vendo todos os setores andando nos trilhos do desenvolvimento, “Tivemos uma administração passada caótica, e com a retomada do prefeito Dr. Raimundo, conseguimos visualizar à passos largos a reconstrução de nossa cidade, me sinto privilegiado por ele depositar em mim a confiança de continuar lhe auxiliando neste caminho, é muito gratificante”.
O jovem secretario agradeceu o importante auxilio de Nívea Escórcio neste desafio, “Ela está sendo um anjo para mim, é uma pessoa que tenho um contato muito direto, e que está todo tempo me guiando, ela está aqui sendo uma professora para mim, de fundamental importância para condução dos trabalhos”.

E agradeceu ao apoio da família, “Minha família me deu um apoio muito grande, fui bastante incentivando, todos estão muito orgulhosos por eu fazer parte desta importante função na administração de Dr. Raimundo”.

A inovação do trabalho é o retrato da secretaria, “Estamos com idéias de aproximar mais a juventude deste grandioso espaço, para que ela possa visitar mais frequentemente esta casa, estaremos revitalizando o ensino voltado para a música, ao exercício da leitura, dando suporte à prática da musculação, afastando o adolescente da criminalidade e das más companhias, auxiliando na formação física e mental do jovem cidadão”, finalizou o secretário.

Definida 1ª semifinal da Taça Norte de Futebol Amador 2014


Definida a 1ª semifinal da Taça Norte de Futebol Amador 2014; com dois jogos neste final de semana, no sábado (18/10) a seleção de Brasileira atual vice-campeã venceu a forte seleção de Buriti dos Lopes por 4 x 0, e no domingo (19/10) foi a vez da seleção de Piracuruca representada pelo Bairro Três Lagoas, debaixo de muito sol o que não faltou foi emoção, depois do empate em tempo normal por 1 x 1 a seleção de Piracuruca conseguiu vencer nos pênaltis por 3 x 2  o selecionado de Piripiri, fechando assim a 1ª semifinal: Piracuruca x Brasileira (09/11) no Estádio Municipal de Piracuruca Doca Ribeiro.







Instituição Nacional confere selo de qualidade ao LabVida

A preocupação em manter a qualidade ao longo dos anos, buscar o aprimoramento e melhorar a prestação dos serviços, garantiu ao Labvida –Laboratório de Análises Clínicas, de Piracuruca, o selo de qualidade do Programa Nacional de Controle de Qualidade (PNCQ).

Para a avaliação foi  necessário que os resultados das análises das amostras enviadas pelo PNCQ, e analisadas no Labvida, estivessem em conformidade com as do órgão avaliador.  De acordo com o PNCQ, o Labvida foi classificado como EXCELENTE, e com isso recebeu o selo de qualidade da instituição, sediada no Rio de Janeiro . Para o farmacêutico-bioquímico, Dr. Othon de Oliveira, o resultado mostra o nível de profissionalismo da equipe. "É uma grande satisfação para nós recebermos essa avaliação, pois isso confirma a precisão dos nossos resultados  e que mantemos a excelência em nossos serviços". 

Atualmente em todo o país,  mais de 4500 laboratórios realizam o controle de qualidade do PNCQ. No Piauí são 39 participantes dos quais apenas 11 obtiveram o selo de qualidade, em 2014, segundo dados oficiais do PNCQ.

Concurso no Piauí oferece 204 vagas com salários de até R$ 7.835

O concurso público para o preenchimento de 204 vagas da Prefeitura de Caracol foi reaberto. O certame tinha sido suspenso pela administração municipal para adequação e correção do edital. As inscrições estão abertas e seguem até o dia 13 de novembro de 2014 pelo site da organizadora do concurso (confira o edital).
As vagas são para quem tem formação em níveis fundamental, médio/ técnico e superior em diversas áreas como: assistente social, enfermeiro, médico, procurador, psicólogo, técnico em radiologia, agente comunitário de saúde, mecânico, eletricista e outros. As taxas de inscrição custam R$ 35,00, R$ 45,00 e R$ 70,00 e os salários variam entre R$ 724,00 e R$ 7.835,00. As jornadas de trabalho são de 20h, 24h, 30h e 40h semanais, dependendo do cargo escolhido.
As provas objetivas, eliminatórias e classificatórias, estão previstas para serem realizadas no dia 7 de dezembro de 2014 e a entrega dos títulos passa para os dias 8 e 9 de janeiro de 2015. Com 107 vagas imediatas e 97 cadastros de reserva, esse certame disponibiliza nove oportunidades para pessoas com necessidades especiais, já inclusas no total geral.
Fonte: www.g1.globo.com

Quadrilha contrabandeava fósseis pré-históricos descobertos no Brasil

Um tesouro pré-histórico ameaçado. Uma quadrilha internacional roubava da Chapada do Araripe, no Ceará, fósseis raríssimos, como o esqueleto completo de pterossauro, um réptil voador que viveu há cerca de 100 milhões de anos. O objetivo era vender esse patrimônio incalculável para fora do Brasil.

A coleção de fósseis brasileiros raros mostrada no vídeo poderia estar agora nas mãos de colecionadores particulares do exterior. São mais de três mil peças muito valiosas para a ciência, que seriam levadas por contrabandistas.

Após uma operação da Polícia Federal, todo o material foi apreendido. E, nesta semana, entregue para pesquisadores da Universidade de São Paulo, a USP.

“A quadrilha, ela retirava os fósseis lá da bacia do Araripe. Eles levavam para o Curvelo, no interior de Minas, ali os fósseis eram melhor acondicionados, eram escondidos dentro de barris e cobertos com pedras para dissimular a origem. E aí exportavam pelos portos do Rio de Janeiro e São Paulo”, diz o delegado da Polícia Federal Adauto Machado.

Fantástico: A exportação de fósseis é proibida no Brasil?
Delegado: Exatamente. Eles não podem ser comercializados.

A investigação começou em junho de 2012, quando autoridades da França apreenderam fósseis brasileiros. Elas avisaram à Polícia Federal, que localizou o chefe do esquema, Pedro Luis Novaes Ferreira, de São Paulo.

“Estão sendo acusadas 13 pessoas, sendo oito brasileiros, três alemães e dois franceses”, destaca Adauto Machado.

Um dos alemães é Michael Schwickert. Ele já foi indiciado outras três vezes por tráfico de fósseis no Brasil. É um dos contrabandistas mais conhecidos no país.

A investigação revelou que a remessa interceptada na França tinha como destino final os Estados Unidos. Mais especificamente, um museu particular, administrado por outro alemão, Burkhard Pohl.

Em um e-mail, Pedro, o chefe da quadrilha, se oferece para pegar Burkhard, o comprador, no Aeroporto de Guarulhos e ainda convida o alemão para ficar na casa dele.

Escutas telefônicas mostram que o grupo já havia sido abordado por policiais outras vezes, mas sempre conseguia escapar.

Contrabandista 1: Os ‘polícia’ até que era gente boa, dei logo 500 contos para o delegado lá para aliviar as coisas. E o delegado disse ‘rapaz, tu é um homem de sorte, viu, porque se aparece alguém aqui que conheça isso aqui, tu ia se enrolar aqui’.
Contrabandista 2: Pois é, mas isso aí dá cadeia na certa. É proibido, dá uma cadeia do diabo.

Em outra gravação, Pedro, o chefe do grupo, conversa com Euclides Araujo, que extraía os fósseis no Ceará.

Pedro: Você vai ter que tirar aquele bicho maior e deixar ele aí. Você sabe qual é o maior, né?
Euclides: Sei, sei, é o que tem as ‘unha’, né?

O bicho ao qual os contrabandistas se referem é o pterossauro, que agora está com a Universidade de São Paulo.

O fóssil do animal pré-histórico viveu há 90 milhões de anos na Chapada do Araripe no Sertão Nordestino. Segundo a Polícia Federal, o bicho, que é um réptil voador, tinha um metro e meio de altura e quando abria as asas chegava a três metros de envergadura.

“Esse pterossauro é da espécie Tupandactylus imperator. Ele foi descoberto aqui no Brasil por um brasileiro. Aqui é a pata traseira dele, inclusive você pode ver até os dedos. Aqui, para esse pedaço aqui, é a asa, ela tá dobradinha, recolhida, inclusive com os dedos aqui da asa. Essa crista aqui não era de osso, isso aí era cartilagem. É mais que raro, é único. Não tem um outro fóssil dessa espécie completo assim”, explica a perita da Polícia Federal Mariana Machado Albuquerque.

Para a pesquisadora que recebeu as peças, os contrabandistas tinham conhecimento científico.

“Você precisa ter uma certa experiência, uma certa técnica para fazer isso de uma maneira tão cuidadosa. São pessoas que sabem tratar desse material de uma forma bem especifica”, diz a paleontóloga da USP Juliana Basso.

A USP fica a quase 2,5 mil quilômetros de onde os fósseis saíram. A chapada do Araripe, uma das maiores reservas de fósseis do mundo. Rochas com vestígios de animais que viveram quando tudo lá era um grande lago, há mais de cem milhões de anos. Entre eles, os pterossauros. Os pesquisadores de lá jamais encontraram um fóssil com todas as partes do corpo, como o que foi apreendido pela Polícia Federal.

Quem trabalha dia a dia com os fósseis da região tem motivos para acreditar que o tesouro da paleontologia foi encontrado em um lugar como este: uma pedreira onde a exploração de calcário escava diversas camadas de rochas. Uma delas tem as mesmas características da que foi encontrada com o fóssil completo de pterossauro.

“Pela coloração, pela estrutura, deve ter vindo mais ou menos desse nível da formação Crato. Então aquele pterossauro, ele deve ter saído mais ou menos dessa área aqui, de Nova Olinda”, afirma o professor Álamo Saraiva.

O professor Álamo Saraiva coordena o laboratório de paleontologia da maior universidade pública da região. Ele diz que o tráfico de fósseis é comum.

“Existe uma rede grande envolvendo o tráfico de fósseis. Existe um laboratório clandestino de preparação de fosseis aqui na região do Cariri, servindo diretamente ao tráfico. Envolve muito dinheiro, essa quadrilha é muito grande e ela age aqui na região do Cariri há mais de 20 anos”, explica o professor de paleontologia Álamo Saraiva.

Ele deseja que a região possa ter de volta o achado da paleontologia que saiu de lá por mãos erradas.

“Eu fui até a Polícia Federal aqui de Juazeiro do Norte e a gente fez a solicitação para São Paulo desse material, que fosse devolvido aqui para a Bacia do Araripe, para a região do Cariri. É um material que vai nos fazer muita falta”, afirma o professor.

Em São Paulo, Pedro Luis Novaes Ferreira, o chefe da quadrilha, é o único que já foi julgado.

“Ele já foi condenado em primeira instância a três anos de prisão e a uma indenização de quase R$ 2 milhões”, destaca o delegado Adauto Machado.

Ele recorreu da sentença e agora aguarda em liberdade.

Fonte: www.g1.globo.com

Magreza de Padre Marcelo comove fiéis, religioso estar no seu peso normal

"Na Bíblia, Jesus fala que o jejum deixa as pessoas mais inspiradas’’, lembra Padre Marcelo Rossi, ao comentar que passou por um período de restrição alimentar enquanto compunha as canções de "O tempo de Deus’’, CD que ele lança essa semana. O regime severo, no entanto, foi além da motivação criativa, chegando à anorexia. Por só se alimentar de alface e hambúrguer num período de depressão, o homenzarrão de 1,95m de altura foi dos 128kg aos 60kg, no fim do ano passado. Mas apesar de ainda despertar intenso burburinho pela magreza — sua presença no Círio de Nazaré, em Belém do Pará, no último dia 12, causou verdadeira comoção nas redes sociais — ele garante que a saúde está 100%.

— Estou de volta aos meus 80 e poucos quilos, que é o meu peso normal. Mas como as pessoas me viram muito inchado durante meses, estranham. Chegaram a dizer que eu estava com câncer, meu Deus! Até a minha mãe estranhou. Já voltei a ter uma dieta equilibrada, pratico a minha caminhada e a minha corrida na esteira diariamente, estou muito bem — afirma Padre Marcelo, que não teve acompanhamento médico durante o restabelecimento: — A oração foi a minha salvação. Também não usei remédio antidepressivo, só minha conexão com Deus.

A depressão foi desencadeada por um acidente na esteira há quatro anos. O padre quebrou a perna, ficou numa cadeira de rodas por seis meses usando anti-inflamatórios e ganhou peso. Ferido em sua vaidade pelos comentários dos fiéis sobre seu sobrepeso, o homem sempre atlético, formado em Educação Física, tomou a atitude radical na alimentação.

— Sou vaidoso com relação ao corpo e ao cabelo. Tomo Finasterida (remédio para cortar a queda de cabelo) há anos, sem me preocupar com as consequências. Sou celibatário, isso não tem importância para mim (um dos efeitos do medicamento é a impotência sexual) — revela.

O padre também diz que se tornou alvo de energias ruins:

— Perdi meus três cachorros, e isso me deixou infeliz. Eles morreram um atrás do outro, do nada. A inveja e o mal existem, mas não posso reclamar, só rezar mais.

Agora livre da doença, ele a analisa com outros olhos.

— A depressão foi uma bênção de Deus na minha vida. Achava que isso era frescura, escutava testemunhos e não dava muita bola — diz ele, que transformou o sofrimento nas canções do novo disco e num livro sobre ansiedade e depressão, a ser lançado em 2015: — Assim como o CD "O tempo de Deus’’, creio que o livro vai ajudar pessoas que sofrem do mesmo mal.

"O tempo de Deus’’, com 14 músicas, chega aos consumidores a R$ 10.

Mais robusto e corado, antes de enfrentar a depressão Mais robusto e corado, antes de enfrentar a depressão Foto: Divulgação

Dificuldade para andar pelas ruas


Em 2014, Padre Marcelo Rossi completa 20 anos de sacerdócio. Desde 1998, quando lançou o primeiro de seus 13 discos, o representante do movimento de Renovação Carismática Católica tornou-se um fenômeno de mídia e popularidade ao incentivar fiéis a cantarem e dançarem como forma de oração. O sucesso de milhões de discos e livros vendidos lhe trouxe a fama. E com ela, o religioso trava uma luta diária:

— Pago um alto preço. Se quero visitar alguém no hospital, ir à farmácia ou ao supermercado, não posso ir de dia, só de madrugada. Mesmo assim as pessoas que me encontram me param, querem conversar, tirar foto. Até para votar é difícil. Tive que trocar de local de votação porque muita gente descobriu onde eu ia por anos, e me cercava. Agora, chego cedinho, não furo fila, mas cumpro o meu dever rapidinho e vou embora para não gerar tumulto.

Sobre as eleições atuais, ele se diz totalmente contrário à união de religião com política:

— A Igreja Católica já aprendeu que essa mistura não dá certo. Padre ou pastor que se candidata a cargo público está errado. Jamais votaria num desses.

Acusação de exibicionismo não o abala

A perda da privacidade pode ter chegado a níveis muito mais dramáticos do que simplesmente a idolatria de seus fiéis, no caso de Padre Marcelo. Uma reportagem publicada pelo site Uol, no último dia 30 de setembro, afirma que o religioso foi investigado pelo Vaticano por cerca de dez anos. A averiguação teria sido motivada pela denúncia de um religioso brasileiro que teria acusado o padre de exibicionismo e de se desvirtuar das práticas católicas, transformando suas missas em “circos’’.

— Não tem sentido, e eu nunca desconfiei de nada nesse sentido. Mesmo que essa investigação tenha acontecido, não tenho nada a esconder. Em 2010, recebi das mãos do então Papa Bento XVI o Prêmio Cardeal Van Thuan, reconhecendo minha dedicação como evangelizador moderno. Sendo assim, chego à conclusão de que não encontraram nada que depusesse contra mim, e que estou aprovado no trabalho que realizo junto à Igreja — afirma o padre, mencionando uma outra ocasião em que descobriu ter tido seu celular clonado: — Foi em 98. Um amigo meu que trabalha com isso analisou e me alertou que estavam tentando pegar algum vacilo meu. Mas não adianta, eu não devo nada.

Padre Marcelo procura amenizar polêmicas também ao falar sobre sua relação com outro religioso midiático, Padre Fábio de Melo. Por muitos anos e até hoje há insinuações de que exista alguma rixa entre os dois.

— Padre Fábio é um grande amigo. Vou fazer o lançamento do meu CD em seu programa, na Canção Nova. Eu dei umas dicas a ele, ele também me abriu a cabeça para outros modos de pensar, porque eu era um pouquinho radical, principalmente com relação à batina, que ele não usa. A questão é: somos unidos, porém diferentes. Mas unidos, o que é mais importante.

Fonte: www.globo.com